Alimentação e Psoríase: o que evitar e adicionar a sua dieta diária

Psoríase: Alimentação e Psoríase: o que evitar e adicionar a sua dieta diária 1

A psoríase é uma condição cutânea não contagiosa que faz com que as células da pele forme camadas, resultando em manchas secas escamosas e com coceira. Essa condição geralmente ocorre nos cotovelos, joelhos e couro cabeludo. Mas, há uma relação benéfica entre a alimentação e psoríase.

A alimentação é um desses riscos à saúde da pele, que a maioria dos médicos considera incurável. Recentes estudos mostraram que, se uma pessoa segue uma dieta saudável, excluindo os alimentos que elevam o risco de complicações da sua dieta diária, a psoríase pode ser controlada.

Também foi constatado que a obesidade tem uma ligação direta a um risco aumentado da doença. Portanto, para evitar a psoríase, aqui estão alguns alimentos que você deve incluir ou evitar no seu cardápio do dia a dia.

Alimentação e psoríase: itens a evitar na sua dieta diária  

A psoríase é classificada no grupo de doenças inflamatórias. Portanto, consumir alimentos anti-inflamatórios pode beneficiar pessoas que sofrem dessa condição da pele. Viu-se que muitas pessoas respondem bem ao tratamento da psoríase seguindo uma dieta equilibrada. A seguir, estão alguns alimentos a evitar quando se tem esse problema de saúde:

Certos vegetais

Sabe-se que vegetais como tomate, batata e pimentão pioram a psoríase e é por isso que é recomendável interromper o consumo esses vegetais, assim que você perceber os sintomas da psoríase. Outros itens alimentares que induzem a inflamação são carnes vermelhas gordurosas, laticínios integrais, alimentos processados ​​e alimentos gordurosos.

Açúcar refinado

Além desses vegetais, os açúcares refinados são prejudiciais se você tiver sintomas de psoríase, pois aumenta ainda mais a taxa de inflamação na pele.

Laticínios (se você tem intolerância à lactose)

Algumas pessoas afirmam que a inclusão de produtos lácteos em sua dieta induz inflamação da pele ou piora sua psoríase. No entanto, não é necessário ficar completamente longe dos laticínios, a menos que você tenha intolerância à lactose.

Álcool

Álcool e psoríase não estão diretamente associados, mas ficar longe do álcool certamente faz uma boa diferença na pele das pessoas. Uma pesquisa apontou que pacientes não tomam bebidas alcoólicas respondem bem ao tratamento quando comparados a um paciente que bebe álcool com frequência.

Se você parar de consumir álcool, poderá encontrar uma boa diferença na taxa de controle da psoríase. Seja cauteloso e fique longe do álcool, sobretudo, quando estiver tomando medicamentos.

Alimentação e psoríase: itens a incluir na sua dieta diária  

Os levantamentos sobre psoríase indicam que o consumo de alimentos anti-inflamatórios ajuda a acelerar o processo de recuperação, pois a enfermidade é um tipo de condição inflamatória da pele.

Sendo assim, o ideal é apostar em alimentos que são ricos em vitamina E, vitamina C, betacaroteno, selênio e ácido graxo. Na sequência, estão os vários tipos de alimentos que devem fazer parte do seu plano de dieta saudável:

Legumes

Certos vegetais como cenoura, abóbora, batata doce, espinafre, couve e brócolis contêm propriedades anti-inflamatórias e, portanto, são recomendados para os pacientes.

Frutos do mar

Os peixes que contêm ômega 3 ajudam a reduzir a inflamação e desenvolvem o sistema imunológico. A psoríase também está associada a ataques cardíacos e, portanto, as variedades de peixes como salmão, cavala, sardinha e atum voador reduzem a possibilidade de sofrer um ataque cardíaco, além de levar a uma rápida cicatrização da pele em eventuais crises.

Ervas

Ervas ricas em antioxidantes como cominho, tomilho, gengibre e sálvia são itens alimentares anti-inflamatórios de vital importância para manter a sua saúde física e mental.

Carne magra

Em vez de carne vermelha gordurosa, tente incluir carne magra no seu cardápio cotidiano, porque as gorduras na carne vermelha aumentam o efeito inflamatório no corpo.

Gorduras poliinsaturadas

Gorduras como saturadas e gorduras trans tendem a aumentar o efeito inflamatório no corpo. Por isso, tente consumir mais gorduras poliinsaturadas. Esse tipo de gordura é encontrado em nozes e sementes como nozes, óleo de soja, linhaça e abacate.

As gorduras de fontes como nozes, sementes e azeite de oliva são as melhores para se alimentar no decorrer um episódio da enfermidade.

Frutas

Frutas e legumes cítricos, como mirtilos, morangos, figos e mangas, ricos em vitamina C, são ideais para adicionar ao seu cardápio visando evitar os efeitos da doença.

Manutenção do bem estar a partir da alimentação e qualidade de vida

Especialistas afirmam que manter o peso adequado é vital para o tratamento e controle da psoríase. É possível manter a qualidade de vida e o condicionamento física com um cardápio saudável e equilibrado com frutas frescas, vegetais, grãos integrais, proteínas magras e laticínios com pouca gordura.

Sendo assim, fique longe de alimentos processados, açúcares refinados, gorduras saturadas, gorduras trans saturadas e laticínios integrais. Se você não é vegetariano, escolha preferencialmente a carne magra, aves, peixe e ovos, em vez de alimentos com gordura vermelha.

Uma abordagem consistente envolvendo uma dieta saudável e um estilo de vida tende a ajudar lidar da melhor maneira possível com a psoríase nos dias de hoje. Por isso, busque o acompanhamento de um médico de confiança, mantenha uma rotina com atividade física frequente e um cardápio sadio! A sua saúde agradece!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Produtos

Cadastre-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades em seu e-mail
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Obrigado por se cadastrar!
Add to cart