Como é a manifestação da psoríase pustulosa?

Entenda o caso!

Ainda hoje, há doenças que não possuem curas conhecidas. A psoríase se encontra neste grupo, se caracterizando como um problema cutâneo crônico e com algumas variações. Assim, a psoríase pustulosa é uma maneira incomum e grave de manifestação da enfermidade.

Essa variedade se diferencia pelo surgimento de manchas estéreis com vermelhidão ao redor. Além disso, a pustulosa conta com duas definições médicas que se diferenciam pelo tamanho e pela severidade do comprometimento da pele do paciente.

A maneira disseminada, também chamada de psoríase de Von Zumbusch,  chama atenção pelo aparecimento inesperado de machucados. Esse tipo generalizado é que mais coloca a integridade da pessoa em perigo.

Em determinadas situações, esse modo de psoríase parece ser impactada pela utilização sistemática e/ou medicação. Essa variante da doença ocorre com mais freqüência entre pessoas na faixa etária dos 15 aos 35 anos.

Como acontece uma crise de psoríase pustulosa?

Como citado anteriormente, a psoríase pustulosa é uma variação bastante atípica. Apesar disso, se pode perceber marcas em todas as regiões do corpo ou se propagar em regiões menores, como as mãos e os pés. Essas manchas se espalham velozmente, dando origem a bolhas de pus pouco tempo após a pele ficar vermelha.

Essas bolhas, geralmente, secam em até 48 horas. Só que elas ainda tende a voltar no decorrer de dias ou até semanas, causando cansaço, extrema coceira, febre alta e calafrios. Normalmente, os machucados referentes a essa variante se tratam de pústulas na cor branca. Felizmente, essas lesões não são infecciosas e tampouco contagiosas.

No entanto, a pele situada em torno desses ferimentos acaba se tornando avermelhada. Outra questão relevante é o elemento cíclico que essas feridas podem apresentar no tocante ao aspecto e na formação.

De acordo com especialistas, a psoríase pustulosa tende a aparecer em três etapas:

·         Vermelhão,

·         Surgimento das manchas pústulas;

·         Descamação cutânea.

Vale salientar que o pus tem a ver com acumulação excessiva de glóbulos brancos. Comumente, o paciente com essa variação generalizada podem até necessitar de internação em função da propagação dos ferimentos e a sua gravidade.

Quais são as causas da psoríase pustulosa?

Diversos elementos podem auxiliar no surgimento da psoríase pustulosa. Tais como:

·         Determinados remédios;

·         Exposição excessiva a luz do sol em horários errados;

·         Gestação;

·         Esteróides;

·         Parada inesperada da ingestão de medicação sistêmica;

·         Elevada carga de estresse;

·         Genética familiar;

·         Infecções.

Como se realiza o diagnóstico de psoríase pustulosa?

Como citado anteriormente, a psoríase pustulosa não é um problema cutâneo muito recorrente. Para fazer o diagnóstico dessa variante da enfermidade, é indispensável passar por uma consulta.

Portanto, o médico deve efetuar uma série de exames visando avaliar se existe sinal de anormalidade nos glóbulos brancos, bem como alguma inflamação. A partir daí, o profissional de saúde tende a recomendar um tratamento para suavizar os efeitos da doença.

Tipos de psoríase

Além da psoríase pustulosa, há outros tipos de manifestação da doença que se sucedem e são combatidos de maneiras parecidas.

Psoríase Vulgar

É o modo mais habitual da enfermidade marcado por manchas de diversas dimensões e formatos com a tonalidade a avermelhada. Além disso, essa variante possui escamas secas brancas ou pratas que aparecem nos joelhos, cotovelos e couro capilar.

Às vezes, o paciente sente muita coceira, dor e o problema chega a afetar outros locais do corpo, como as áreas íntimas e a boca. Nas manifestações mais sérias, as regiões articulares podem tanto rachar quanto sangrar.

Psoríase Invertida

Esse tipo é definido por marcas inflamadas e avermelhadas que alcançam, especialmente, as regiões mais úmidas do corpo humano. Normalmente, esse problema aparece nos locais com dobras, como os seios, as virilhas e as axilas. Quando o paciente sofre com obesidade ou sudorese exagerada, se corre o risco de agravar o estado clínico.

Psoríase Palmo-plantar

Neste tipo, os machucados se sucedem como rachaduras nas mãos e nos pés dos pacientes.

Psoríase Ungueal

Já a psoríase ungueal atinge dedos das mãos e dos pés, fazendo com que as unhas se desenvolvam anormalmente. Ou seja, as unhas apresentam formato atípico, escamas, incolor e marcas estranhas. Em determinadas circunstâncias, a unha pode até se desprender do corpo ou se esfarelar parcial ou totalmente.

Psoríase Gutata

Conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a variante acontece com mais freqüência entre as crianças e pessoas com menos de três décadas de vida. Geralmente, ocorre devido a uma infecção bacteriana. Formam-se pequenas lesões no formato de gota, que apresentam uma cobertura escamosa, nas pernas, braços e até nas costas.

Artrite Psoriásica

Esse tipo pode ter a ver com qualquer manifestação clínica da psoríase. Além disso, se caracteriza por inflamação e descamação cutâneas, dores articulares e rigidez espalhada pelo corpo.

Psoríase Eritrodérmica

Essa é a uma variação mais rara da doença contando com machucados generalizados em mais da metade do corpo. O paciente precisa lidar com marcas avermelhadas, coceira e ardência intensa. São muitos fatores que podem gerar a psoríase eritrodérmica. Tais como: tratamentos clínicos inadequados, queimaduras severas, infecções, entre outros.

A PsoriOff desenvolveu uma loção formulada nos Estados Unidos e recomendada por dermatologistas, agregando em um único produto mais de 10 componentes eficazes para reduzir o inchaço, a vermelhidão, a descamação, coceira e espressura das feridas. Além disto, irá previnir a recorrência dos sintomas da psoríase.

O PsoriOff não tem necessidade de prescrição médica e pode ser utilizada em qualquer região do corpo, de fácil aplicação e com resultados visíveis com poucos dias de uso!

Conheça esta inovadora loção em: www.PsoriOff.com.br


Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Produtos

Cadastre-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades em seu e-mail
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Obrigado por se cadastrar!
Add to cart