Psoríase e as causas

Saiba como evitar as crises dessa doença crônica e sem cura

Psoríase: Psoríase e as causas 1

A psoríase é considerada como uma enfermidade bastante comum no território nacional. No
entanto, os profissionais da área de saúde ainda não foram capazes de identificar totalmente a
psoríase e as causas.
Segundo um estudo efetuado pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) em 2016, a
ocorrência no país gira em torno de 1,50% da população. Nas regiões do Brasil, essa estatística
muda consideravelmente com o Norte com 0,92% e o Sudeste com 1,88%.
Ainda conforme a classificação clínica, a psoríase é caracterizada como um problema crônico e
que não é contagioso. Essa é uma doença inflamatória, imunomediada e que pode atingir o
corpo por inteiro. Todavia, as áreas mais vulneráveis são as mãos, os pés, o couro do cabelo, os
joelhos e os cotovelos.
Além disso, a psoríase é cíclica. Isso quer dizer que a doença possui pontos altos e baixos nas
suas ocorrências com períodos de surgimento e desaparecimento. O que leva uma pessoa a ter
a doença ainda não foi descoberto, só que já se sabe que pode ter a ver com o sistema
imunológico, o ambiente e até o histórico genético.

O ciclo da psoríase no organismo humano


Isso porque os especialistas entendem que a psoríase ocorre quando as células de defesa do
corpo soltam elementos inflamatórios e desenvolvedores de vasos. A partir, começa a se gerar
respostas imunológicas que abrangem a dilatação dos vasos e infiltração da pele com as
células de defesa.
Já que essas células estão sofrendo ataques, o processo produtivo também cresce, conduzindo
a um acelerado ciclo de evolução. E, consequentemente, uma enorme produção de escamas
em função do pouco de desenvolvimento celular.
Essa situação resulta na falta de capacidade de eliminação das células mortas no tempo
correto, bem como na criação de manchas escamosas na superfície corporal. De modo geral,
esse ciclo somente é encerrado com o devido tratamento clínico. É essencial salientar que o
contato com os pacientes não necessita ser quebrado, afinal a psoríase é não contagiosa.
Além disso, é muito comum a vinculação entre a psoríase a artrite psoriatica, enfermidades cardiometabólicas ou gastrointestinais, muitos tipos de cânceres e até problemas de humor.
No entanto, os fatores que desencadeiam a psoríase crônica ainda não são de conhecimento geral. Em contrapartida, a psoríase e as causas podem ter a ver com as viras inflamatórias, mediadores de células e o contexto genético de cada individuo.

Sintomas da psoríase


Ainda conforme a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os sintomas provocados pela psoríase
tendem a mudar tanto de uma pessoa para a outra quanto de uma variação da enfermidade
para outra. Todavia, os principais sintomas são os seguintes:


● Marcas avermelhadas com escamas na tonalidade branca ou prata;
● Pequenas marcas claras ou escuras depois das crises;
● Ocorrência de ressecamento e de rachadura na pele;
● Episódios esporádicos com sangramentos;
● Muita coceira e dor nos locais atingidos;
● Unhas deformadas, grossas e pontiagudas;

● Articulações inchadas.
É importante frisar que o paciente de um tipo moderado tende a sentir somente um leve
desconforto em decorrência dos fatores citados anteriormente. No entanto, esse problema se
intensifica nos quadros mais severos devido a dor e modificações que influenciam
consideravelmente na confiança e rotina da pessoa. Por isso, é inteeressante o
acompanhamento médico e dermatológico.


Psoríase e as causas


Há algumas questões que podem elevar a possibilidade de um individuo desenvolver ou
agravar o seu estado. Por isso, é relevante ficar atento aos seguintes fatores:
● Consumo excessivo de álcool;
● Consumo de cigarro, uma vez que o tabagismo não somente eleve a probabilidade de
ter a doença, como ainda a seriedade de suas manifestações;
● Histórico de família, já que até 40¨% dos casos ocorrem por herança familiar;
● Estresse diário, aqueles com uma taxa elevada de estresse acabam com a imunidade
enfraquecida;
● Acima do peso, esse também é um complicador, sobretudo para o tipo de psoríase
invertida e ocorre com mais freqüência em pessoas negras e HIV positivos;
● Baixas temperaturas, já que o ressecamento da pele é mais profundo nos períodos
mais gelados do ano.

Combate a psoríase e as causas


Como citado anteriormente, existem diversas variações da psoríase e um profissional da área
de saúde tem a capacidade para identificar o seu caso, avaliá-lo e estabelecer a melhor forma
de tratamento. Em função do tipo e da situação do individuo, as crises podem se suceder em
uma questão de semanas ou meses.
Por isso, essa é uma doença que se transforma em um obstáculo para a manutenção de um
cotidiano saudável e leve ao paciente. Sendo assim, é indispensável o cuidado ainda com o
aspecto psicológico e até o acompanhamento com especialistas nessa área pode ser
interessante em determinadas situações.
Outros pontos que favorecem a melhora e até o sumiço dos sinais são uma dieta alimentar
equilibrada e a realização de exercícios físicos regularmente.
Afinal, uma rotina saudável e com exposição diária ao sol nos horários recomendados
implicam na diminuição do avanço da psoríase. Entretanto, pacientes que contam com
histórico da enfermidade nas suas famílias precisam ficar atentos aos sintomas. Caso se note
qualquer um dos fatores de riscos, a ação imediata deve ser a busca por atendimento médico.

A PsoriOff desenvolveu uma loção formulada nos Estados Unidos e recomendada por dermatologistas, agregando em um único produto mais de 10 componentes indicados por especialistas de todo o mundo para o tratamento de psoríase, se tornando a fórmula mais completa do mercado!

O PsoriOff não tem necessidade de prescrição médica e pode ser utilizada em qualquer região do corpo, de fácil aplicação e com resultados visíveis com poucos dias de uso!

Conheça esta inovadora loção em: http://www.PsoriOff.com.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Produtos

Cadastre-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades em seu e-mail
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Obrigado por se cadastrar!
Add to cart