Psoríase no couro cabeludo: principais sintomas e formas de se cuidar no dia a dia

Psoríase: Psoríase no couro cabeludo: principais sintomas e formas de se cuidar no dia a dia 1

A psoríase é uma enfermidade considerada muito comum. Isso porque os especialistas acreditam que entre 1 e 3% das pessoas ao redor do mundo convivem com esse problema. Mas, você sabia que há variações da doença, como a psoríase no couro cabelo?

De modo geral, a enfermidade aparece como lesões avermelhadas e descamadas que se situam em diferentes partes do corpo humano. No entanto, as áreas mais acometidas são os joelhos, os cotovelos, as unhas, os pés, as mãos e o couro capilar.

Segundo as estatísticas oficiais, 50% até 80% dos pacientes possuem os sinais da psoríase no couro cabeludo. Isso mostrar o quão freqüente a doença é e, pode ainda gerar a confusão com uma caspa mais complicada de ser eliminada, em alguns pacientes. 

Afinal, os sintomas são muito similares. Essa semelhança acontece porque tanto a dermatite seborreica quanto a psoríase integram o mesmo grupo de doenças cutâneas. Ou seja, os problemas com lesões vermelhas e que podem desencadear uma intensa coceira!

Conheça os principais sintomas da psoríase no couro cabeludo 

Como citado anteriormente, os sinais da psoríase no couro cabeludo podem ser enxergados somente como uma caspa mais forte. Por isso, a informação e a atenção no seu próprio corpo são essenciais para um diagnóstico adequado a fim de minimizar os efeitos causados por essa doença no seu cotidiano.

Sendo assim, as placas costumam ser maiores e mais grossas do que em um problema de caspa. Além disso, as escamas precisam ser vista com cautela porque são mais visíveis, tendem a apresentar uma tonalidade esbranquiçada ou até prateada em determinadas situações. Essas placas podem se quebrar e até causar sangramento, causando muita dor, ardência e acentuar a coceira. 

Com relação aos cabelos, os fios correm muito risco de ser danificados severamente. Isso porque os cabelos podem cair em uma grande quantidade, especialmente, nas áreas do couro cabeludo afetada pelas lesões. Sem sombra de dúvida, esse é um quadro clínico muito mais severo do que uma mera caspa, só que pode iniciar com sintomas muito parecidos. 

Como se cuidar com a psoríase no couro cabeludo?

É importante salientar que a busca por um médico é fundamental diante dessa suspeita de estar com a psoríase no couro cabeludo. Já que o tratamento varia a partir de muitos fatores. Tais como: a presença ou não de marcas em outras partes do corpo, como também a dimensão e a severidade da enfermidade.

Além disso, é provável que o paciente necessite de um tratamento para a área afetada com a aplicação de loções, cremes e xampus. No entanto, o especialista ainda pode recomendar a utilização de medicamentos mais sofisticados. 

De qualquer maneira, é indispensável que o paciente se controle a fim de não mexer ou não tentar retirar as lesões que apareceram no seu couro capilar. De fato, esse autocontrole não é uma tarefa simples, mas se torna essencial para o sucesso do tratamento e a reduzir dos efeitos da doença. Afinal, a situação se agrava sempre que se mexe e se irrita a pele nos lugares atingidos. 

E, se o paciente não pode mexer ou coçar a lesão, o que ele pode fazer? Então, a recomendação é seguir o tratamento indicado e lavar e condicionar os cabelos a partir da aplicação de itens e/ou produtos indicados pelo médico. Os produtos tendem a tratar as lesões cutâneas e diminuir a sensação de incomodo. 

Outra atitude fundamental para a pessoa com psoríase no couro cabelo é não esticar excessivamente as madeixas. Ou seja, o individuo precisa abrir mão de penteados e visuais que provoquem qualquer tipo de tração nos seus fios. Isso acontece porque os cabelos se encontram muito mais soltos e propensos a cair em qualquer intervenção mais brusca. 

Tratamentos para psoríase no couro cabeludo

É muito incomum que um paciente desenvolva unicamente a psoríase no couro cabeludo. Sendo assim, é de vital importância que essa pessoa também se preocupa em avaliar apropriadamente o restante do seu corpo e procure por um acompanhamento médico para descobrir qual a melhor forma de tratamento a ser adotada a curto, médio e longo prazo.

Afinal, a ciência ainda não encontrou uma cura definitiva para a psoríase. Em contrapartida, o paciente pode ter uma alta qualidade de vida ao colocar em prática todos os cuidados solicitados e se manter social e fisicamente ativo. Nos dias de hoje, há uma série de tratamentos para os casos da doença e que dependem da intensidade e variação. 

As opções mais habituais fazem utilização tanto de loções quanto de xampus específicos para lidar com as conseqüências da psoríase, especialmente, no começo do aparecimento dos sintomas. Caso a condição persista, é possível que a pessoa também necessite recorrer a remédios por ingestão via oral.

Além disso, alguns pacientes também podem aderir a banhos de luz, sessões com laser e até injeções localizadas. Todavia, a adoção dessas alternativas para minimizar os efeitos da psoríase no couro cabeludo dependem diretamente do quanto a pele está afetada pela enfermidade e o quadro clínico da pessoa.

A PsoriOff desenvolveu uma loção formulada nos Estados Unidos e recomendada por dermatologistas, agregando em um único produto mais de 10 componentes indicados por especialistas de todo o mundo para o tratamento de psoríase, se tornando a fórmula mais completa do mercado!

O PsoriOff não tem necessidade de prescrição médica e pode ser utilizada em qualquer região do corpo, de fácil aplicação e com resultados visíveis com poucos dias de uso!

Conheça esta inovadora loção em: www.PsoriOff.com.br


Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Produtos

Cadastre-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades em seu e-mail
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Obrigado por se cadastrar!
Add to cart