Psoríase no couro cabeludo

psoriase no couro cabeludo

Psoríase no couro cabeludo: como identificar e combater essa doença de pele ainda pouco conhecida

No Brasil, os cabelos tem um papel fundamental para autoestima elevada. Só que nem todo mundo sabe que o cuidado com couro cabeludo interfere diretamente nisso. Apesar do couro capilar também ser pele, boa parte da população não zela tanto como faz com pele do rosto e corpo. Por isso, riscos para psoríase no couro cabeludo tendem a ser ainda mais altos.

A Head&Shoulders, uma das principais marcas de xampu do planeta, realizou uma pesquisa com aproximadamente 1300 mulheres na faixa etária dos 18 a 35 anos em oito regiões do Brasil.

O estudo ocorreu em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Curitiba, Porto Alegre, Florianópolis, Recife e Manaus. O objetivo foi mostrar que o vínculo entre a brasileira e os seus cabelos é bastante forte e mistura questões de saúde física e emocional.

Para 85% das mulheres, o cabelo é um elemento essencial para autoestima. Segundo 68% das entrevistadas, é imprescindível zelar inicialmente para que os fios se conservem saudáveis e, posteriormente, para que fiquem belos (66%). A partir deste estudo, ficou nítido que a preocupação com o aspecto das madeixas ocorre em todo o território nacional.

O levantamento da Head&Shoulders comprovou que cuidar tanto da pele do rosto quanto do corpo é uma das prioridades para brasileiras. Apesar disto, muitas ainda não compreendem que o couro cabelo também é pele e influencia consideravelmente no estado dos fios.

A prova disto é que as mulheres tendem a usar somente um produto para cuidar do couro capilar, enquanto a média nacional para tratar a pele do rosto e corpo envolve 3,5 produtos. Além disso, pouco mais da metade (58%) das entrevistadas considerou muito importante cuidar do couro cabeludo. Por isso, conhecer os sintomas de psoríase no couro cabeludo é questão de bem estar.

O que é psoríase no couro cabeludo?

De modo geral, a psoríase é uma enfermidade de pele bastante comum no planeta. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o problema afeta cerca de 3% da população mundial. Essa quantia representa aproximadamente 125 milhões ao todo, sendo 5 milhões de brasileiros nos dias de hoje.

Geralmente, a doença surge como placas avermelhadas que descamam nas regiões suscetíveis a traumas no corpo humano. Tais como: os joelhos e os cotovelos. Além disso, a psoríase também pode se suceder nas mãos, nos pés, nas unhas, nas áreas íntimas e no couro cabeludo.

Em torno de 50% a 80% dos portadores da doença possuem lesões no couro capilar. Isso faz com que essa variedade da psoríase seja altamente recorrente e até confundida com caspa em alguns casos. Essa confusão se dá pela semelhança nos sintomas.

A psoríase no couro cabeludo, também chamada de psoríase capilar, e a dermatite seborreica integram o mesmo conjunto de problemas cutâneos. Ou seja, se tratam de placas avermelhadas que descamam e geram muita coceira. 

Quais são os sintomas da psoríase no couro cabeludo?

Por causa da psoríase, as placas se tornam mais grossas e maiores em comparação com um caso de caspa. Além disso, a descamação é mais severa e chega a ter uma tonalidade branco-nacarada, oscilando para a prata em algumas situações. Essas placas podem se quebrar e gerar sangramentos, resultando em dor e ardência. A coceira também pode ser uma das conseqüências mais sérias.

Com o agravamento da psoríase capilar, os fios tendem a cair em larga escala ao invés das placas. De fato, é uma enfermidade muito mais complexa do que uma mera incidência de dermatite seborreica.  Por isso, é essencial tomar alguns cuidados no dia a dia e prestar atenção ao estado do couro cabeludo.

Como tratar a psoríase no couro cabeludo?

Inicialmente, é preciso frisar que a psoríase se refere a uma enfermidade de pele crônica e que ainda não possui cura. O tratamento tende a ser realizado com cremes ou pomadas com efeito anti-inflamatório visando reduzir a coceira e hidratar a pele. Portanto, o intuito é priorizar o controle e conceder qualidade de vida ao paciente.

Caso o indivíduo não procure por ajuda especializada, a psoríase capilar pode até ficar estável. Entretanto, não dá para prever as conseqüências a médio e longo prazo. Afinal, o caso pode ainda se agravar consideravelmente e comprometer o estilo de vida da pessoa afetada.

Assim, é fundamental contar com a devida assistência até para impedir possíveis complicações. Segundo informações da Faculdade de Medicina do ABC, de São Paulo, os fatores de riscos englobam oscilações emocionais, traumas físicos, infecções, HIV e consumos de alguns elementos. Bebidas alcoólicas, cigarro e certos remédios devem ser evitados, por exemplo.

Exposição ao sol auxilia no tratamento da psoríase no couro cabeludo?

A radiação da luz natural possui efeito imunomodulador na psoríase e auxilia na redução do quadro inflamatório. No entanto, a permanência excessiva no sol pode trazer ainda mais danos ao paciente. Sendo assim, a exposição a luz do sol sempre deve ser acompanhada e/ou feita nos termos indicados pelos médicos.

Como deve ser a alimentação para portadores de psoríase no couro cabeludo?

Modificar a alimentação também é relevante para facilitar o controle da doença. O ideal é optar por uma alimentação biológica, com pouquíssima gordura e tempero. As verduras, legumes e frutas também são boas aliadas. Tudo para oportunizar a limpeza do organismo. Em contrapartida, alimentos processados e industrializados devem ser reduzidos.

Doença pede acompanhamento psicológico?

A ajuda especializada pode ser muito útil. A pesquisa da Head&Shoulders comprovou que boa parte das brasileiras (85%) considera o cabelo como algo fundamental para autoestima. Por isso, esse suporte psicológico é importante para manter tanto a autoconfiança e quanto a tranqüilidade. Afinal, um desgastante emocional pode agravar e/ou desencadear a psoríase capilar. 

Como tratar as lesões de psoríase no couro cabeludo?

A PsoriOff desenvolveu uma loção com mais de 10 ingredientes ativos importados dos Estados Unidos e recomendados por dermatologistas, agregando em um único produto todos os componentes mais indicados por especialistas de todo o mundo para o tratamento de psoríase.

O PsoriOff não é um shampoo, pomada, remédio ou medicamento. Trata-se de uma loção sem necessidade de prescrição médica, para tratamento de Psoríase em qualquer região do corpo, de fácil aplicação e resultados visíveis com poucos dias de uso!

Conheça este produto inovador em: www.PsoriOff.com.br

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Produtos

Cadastre-se em nossa newsletter

Fique por dentro de todas as novidades em seu e-mail
Endereço de email inválido, favor corrigir.
Endereço de email já cadastrado.
The security code entered was incorrect
Obrigado por se cadastrar!
Add to cart